Histórias e contos escoteiros.

Histórias e contos escoteiros.
Feitas para você se divertir!

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A estrada da vida.


A estrada da vida.

                        Eu o vi caminhando como se estive com o pensamento em outra estrada. Passou por mim sem me olhar e sem nada dizer. O chamei sem gritar e perguntei: - Meu jovem você não gostaria de seguir por esta estrada florida, onde vais ter amigos e aprenderá a ter um futuro promissor? – Ele nem me olhou. Falei novamente – Meu jovem está estrada que segues não é a melhor para você. Esta outra sim veja como ela é alegre o sol ilumina as flores na beira do caminho e o chão emana um perfume florido mostrando para onde deves seguir... É por ela que você devia seguir e encontrar o que procuras. Eu já vi muitos jovens como você que nem sabe qual rumo tomar.

                      - Não viu aqueles outros vivenciando a amizade e brincando como se fossem gente grande? Viu como eles eram solícitos quando o convidaram para ficar com eles? Sei que você gostou do que viu, mas porque não permaneceu lá? Todos insistiram para você ficar. Não se lembra daquele pequenino que lhe deu um aperto de mão esquerda e disse que ali morava a felicidade eterna? Então porque titubeaste? Porque não aceitou o convite feito de forma alegre espontânea e fraterna?

                         Meu jovem eles são escoteiros, divertidos, amigos de todos e irmão daqueles que estão com eles nas veredas do bom caminho. São entusiastas joviais briosos brasileiros que brincam de ser homens nas grandes aventuras. Volte! Não siga nesta trilha que está cheia de espinhos. Ela vai levar você a lugar nenhum. Não acredite que os outros que vais encontrar serão seus amigos. Eles não pensam mais, são mortos vivos a vagar por aí. Esqueceram-se do seu passado, suas vidas seus sonhos. Sentam em qualquer lugar onde alguém lhe oferece o néctar do veneno que mata. Você não pode desejar isto. Ainda tens tempo. É só voltar e seguir a estrada onde vai encontrar amor e amizade.

                        Meu jovem amigo, volte por aonde veio, não fique na duvida. Você tem ainda vastos caminhos a percorrer. Se que hoje você não mais acredita nas palavras do Criador. Muitos a sua frente duvidam que ele exista. Sei que cada um de nós tem o direito de criar seu próprio destino. Mas porque jogá-lo no labirinto da duvida? Lá é só escuridão, quem sabe um raio solto no céu mostrando o lamaçal onde irás viver. Isto seria vida? Não escolha este caminho. Não é um bom caminho. Volte! Procure às campinas verdes onde mora o amor perfeito. Encontre outros amigos, aqueles do sorriso franco, do abraço sincero, aqueles que te dizem para cantar com eles o Rataplã. Entre e abrace a Patrulha que vai ficar. Será sua Patrulha da felicidade.

                       Eu sei que os outros irão forçar você a seguir com eles. Um dia irás pensar melhor porque não decidiu seguir aqueles milhões de jovens amigos que fazer de você mais um irmão. Com eles vais sentir o cheiro da terra, do capim molhado, do cantarolar do riacho que em sua névoa branca na cascata sorri vendo as borboletas dançar e cantar como ondas que o vento sopra para um lugar feliz. Encontre o novo mundo, um mundo de jovens que querem o seu bem. Vá com eles. Suba nas mais altas árvores, escale a montanha e volte depois para os seus que com os olhos cheios de lágrimas o receberão de braços abertos.

                         Escute o chamado dos Escoteiros. Eles insistem que você seja mais um da grande fraternidade mundial. Abandone esta estrada que não tem fim. Abrace e satisfaça sua sede da aventura, a vontade de ser mais um, de ter amigos, de saber que agora tem com quem contar. Escotismo é isto. Fraternidade, “um por todos, todos por um”! Será um caminho certo para você se orgulhar do seu caráter. Onde todos dirão que você é um homem de honra. É lá que você vai sentir seu coração batendo. Vais poder declamar o poema um poema que eles adoram: - Quem entre vocês se anima a escalar as serranias e alturas, quem são aqueles que uma bandeira arvora nas asas da imaginação? Simples eles são jovens Escoteiros, entusiastas, joviais briosos brasileiros que se divertem ao léu de uma aventura. E então? Não quer ir com eles?

nota: Enquanto não pudermos deparar com uma verdade absoluta, devemos contentar com que as verdades relativas se corrijam umas as outras, e também adotar a coragem da unilateralidade que seja consciente de si mesma. Não se pode ensinar alguma coisa a alguém, pode-se apenar auxiliar a descobrir o seu caminho e a si mesmo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário