sexta-feira, 13 de abril de 2018

Lendas Escoteiras. O Escoteiro Juquinha e sua fantástica viagem a bordo da USS Enterprise.



Lendas Escoteiras.
O Escoteiro Juquinha e sua fantástica viagem a bordo da USS Enterprise.

“Diário de bordo: data estelar 1513.1. Nossa posição, órbita do planeta M-113. A bordo da nave Enterprise, Sr. Spock, temporariamente no comando. No planeta, ruínas de uma civilização antiga e parece que alguns escoteiros estão lá fazendo acampamento. Nossa missão, saber quem são estes tais de escoteiros”.

                          Juquinha era gordinho, sorridente e gostava de sonhar. Excelente cozinheiro fez fama em sua Patrulha Raposa. Dizia a todos que iria um dia viajar na Nave USS Enterprise, a convite do capitão Kirk. Era o cozinheiro da Patrulha. Ficou famoso com seus fornos de barro e nos acampamentos fazia belos bolos de chocolate. Em qualquer lugar aonde ia só falava na viagem interestelar. Cumprimentava dizendo: - “Vida Longa e Prospera”!

                       Deixava mensagens onde quer que fosse. - “Audaciosamente indo, onde nenhum homem jamais esteve”. Gostava de contar histórias do Capitão Kirk, do Senhor Spock, do Doutor Mc Koy e dos demais tripulantes da nave. Sonhava em conhecer Uhura a oficial e o navegador russo Chekov. Contava que um dia a nave sobrevoando a Baia da Guanabara se chocou com um urubu. Fez um pouso forçado. O Doutor Mc Koy disse: Que pais é este? Todos adoravam Juquinha. Sua mãe preocupada com sua nova trekkersmania criada por Gene Roddenberry.  

                     Juquinha era bom escoteiro. Trabalhava para comprar seus badulaques. Refez seu quarto como se fosse a Ponte de Comando. Amava o escotismo, mas sonhava conhecer a nave Enterprise. Um desejo impossível. O tempo passou. Juquinha seguiu escoteirando. Sonhando com a Interprese. – Nas reuniões de Patrulha repetia o Capitão Kirk: - “Uma das vantagens em ser um líder, é ser capaz de pedir conselhos, sem necessariamente ter que segui-los”!

                - Juquinha sabia tudo que havia na nave. Decorou os versos do Capitão Kirk quando falava para sua tripulação: - “Precisamos saber explorar mais e aprender”. Incentivar a criatividade e a inovação, ouvindo os conselhos das pessoas que tenham opiniões diferentes. Precisamos ocasionalmente descer nas trincheiras com os membros da nossa equipe para entender suas necessidades e conquistar sua confiança e lealdade. Todos na Patrulha ficaram estupefatos com Juquinha.

                 Fez o uniforme Dourado dos tripulantes da Interprise. Usava nos fogos de conselho. Construiu um tricorde (comunicador). Seria seu contato com a nave. No acampamento na Fazenda Montana Juquinha nas folgas caminhava a procura dos tripulantes da Interprise. A Patrulha de Juquinha fez um belo trabalho. Duas barracas suspensas um belo refeitório, com uma mesa firme e bancos e um belo pórtico.

                No terceiro dia fez um almoço dos Deuses. Um arroz soltinho, uma bela polenta e um doce de leite delicioso. Almoçaram, limparam o vasilhame e partiram para o jogo da Carta Prego. Andaram dois quilômetros e deram falta de Juquinha. Como sempre parou para um cochilo. Gordinho vivia cansado. - Acordou assustado. Na sua frente nada mais que o Senhor Spock com suas orelhas pontudas.

            - Menino eu sou o Senhor Spock, não sei onde estou! - O senhor está no planeta terra, em um país chamado Brasil disse Juquinha. - Spock franziu a testa, pegou seu tricorde e falou – Capitão, aqui tem um garoto com um uniforme esquisito e diz que estamos no planeta terra. – Pois não capitão. Iremos agora. Spock avisou Juquinha que seriam telestransportados para a nave USS Enterprise. Urra! Consegui! Em segundos chegaram à sala de Teletransporte e foram direito para a Ponte de Comando. Juquinha boquiaberto vibrava.

              Na parte central, num nível mais alto a poltrona do capitão Kirk. Viu Chekov, Sulu e Hhura em seu computador da ultima geração. O Doutor Spock disse – Kirk eu encontrei este mocinho que disse ser escoteiro. - O Capitão Kirk sorrindo perguntou para ele: - Escoteiro? Juquinha em posição de sentido respondeu: - Capitão! Eu sou Cozinheiro da Patrulha Raposa! Kirk olhou para Spock que franziu a testa. – Escoteiros disse Spock. Li sobre eles. Em 1907 um General Inglês chamado Robert Baden Powell na Inglaterra fez um acampamento que foi um sucesso.

              - Kirk olhou para Juquinha. – Escoteiro! Meu tataravô foi um. Conseguiu em sua época a medalha Eagle Scout. Ele foi astronauta! - Foi então que Chekov gritou: - Uma nave Kllngons se aproxima. – Kirk perguntou: Dá para esconder nesse planeta? Não sei senhor. Acho melhor entrar em dobra espacial. Aqui há gravidade pode atrapalhar. Kirk disse: Mantenha o rumo. Vá para a dobra oito e alerte toda tripulação! Kirk virou para Juquinha: – Bem vindo a bordo escoteiro, não pode ficar aqui. Uma frota dos Kllngons se aproximando e vamos enfrentá-los.

                - Chekov o levou até a sala de Teletransporte. – Desculpe jovem, mas aqui vai virar um inferno. Estará melhor na terra. Em segundos estava na terra. Juquinha sorria. Ele conseguiu viajar na nave USS Enterprise! Pouco importava se acreditassem ou não. Sorriu ao ver na sua mochila um uniforme completo dos tripulantes da nave. Um tecido especial que só seria fabricado 4.000 anos depois. Procurou sua Patrulha. Ajudou na parte de sinalização. Foi maravilhoso. Na sopa que fez quase nada sobrou.

                 Pensava se devia contar sua viagem na Enterprise. No fogo de Conselho vestiu o uniforme da nave. Todos olhavam embevecidos. Depois da Cadeia da Fraternidade contou tudo. Tudo que aconteceu na sua viagem na nave Enterprise. Contou sobre o Capitão Kirk e o Doutor Spock. Contou a briga com a nave Kingston que iriam enfrentar. Recebeu uma palma escoteira. Quando já ia sentar, ouviu um chamado. - Apalpou a camisa e viu um tricorde pequeno.  

                 Um sinal longo e a voz do Capitão Kirk. – Adeus meu caro Escoteiro Juquinha. É o Capitão Kirk. Gostei de você. Vai ser um grande Escoteiro. Voltaremos em breve na terra. Estamos seguindo para a Estelar de Bernal. Um dos onze planetas da classe M. Vamos ajudar uma população nativa e humanoide assim como vocês. Os Kingston fugiram. Spock disse que achou você um jovem de ouro. Até a próxima!

                   O tricorde se calou. A tropa calada. O Chefe olhava para Juquinha assustado. Juquinha riu e disse – apenas uma mensagem do capitão Kirk chefe. E começou a dar belas gargalhadas fazendo com que toda a tropa o acompanhasse. E ao deitar falou para a patrulha: – “Não importa aonde vá, aprecie paisagem no espaço sideral”!

 Nota - Bem vindos a bordo da Enterprise! - “Espaço, a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise em sua missão de cinco anos em busca de estranhos novos mundos, novas vidas e novas civilizações. Audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve”! Confie em si mesmo. Você sabe mais do que pensa e tenha uma vida longa e próspera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário