sábado, 27 de janeiro de 2018

Contos de Fogo de Conselho. Uma carta para o Chefe Morel.


Contos de Fogo de Conselho.
Uma carta para o Chefe Morel.

                        - Morel um Chefe Escoteiro quase no fim de sua vida recebeu uma carta: Quanto tempo não recebia uma. Agora era só e-mail. Ele foi obrigado a fazer um. Olhou o envelope com carinho. Fez questão de usar seu canivete Escoteiro para abrir. O fez calmamente, com carinho saboreado as saudades de uma época que ficou para trás. Tirou a folha escrita, letra bonita bem compassada e começou a ler:          

- Sempre Alerta Chefe Morel.
– Não sei se ainda lembra-se de mim. Eu era aquele que chamavam Esqueleto. Risos. Era sim magro demais. Meus netos hoje dizem que ainda sou o mesmo, que não mudei. Sabe Chefe eu nunca me esqueci do senhor, quando acordo eu me lembro do seu rosto... Do brilho do seu olhar. Até hoje procuro ter o mesmo brilho e isto me ajuda a seguir em frente com prazer e alegria. Saiba que o senhor sempre foi e sempre será especial para mim.

- Todos os dias antes de dormir eu agradeço a Deus e ao escotismo. Obrigado por ter me deixado participar, de fazer tantos amigos e me sentir um privilegiado. O tempo Chefe deixa perguntas, mostra respostas e esclarece dúvidas. Mas acima de tudo o tempo traz verdades. Minha vida tem sido marcada por realizações diárias, que às vezes não dou o devido valor, mas eu sei que graças a Deus e ao Escotismo se fez presente em todos os momentos da minha vida.

- Sabe Chefe eu me sinto realizado, minha honestidade é apreciada, confiança foi conquistada, lealdade retribuída e o respeito merecido. Aprendi com o senhor a fazer as pessoas felizes mesmo quando estou triste. Em vez de reclamar da vida, levanto a cabeça, sacudo a poeira e dou a volta por cima. Afinal dias ruins são necessários para que os bons valham a pena. Saiba Chefe que a gratidão é a memória do coração e eu sou eternamente grato ao senhor e ao escotismo que amei e abracei como filosofia de vida.

- Pois é Chefe, muitas coisas bonitas não podem ser ditas vistas ou tocadas, elas Chefe são sentidas dentro do coração. O que o Senhor fez por mim é uma delas. Agradeço do fundo da minha alma e em tempo algum seja aqui ou na eternidade vou esquecer-me do senhor.

Chefe, meu fraterno abraço, um gostoso aperto de mão e que a paz esteja em seu coração. Sempre Alerta.

– Uma pequena lágrima correu na face do Chefe Morel. Ele olhou para o céu foi até a janela e pensou: - Que o vento leve, que a chuva lave que a alma brilhe que o coração acalme que a harmonia se instale e a felicidade permaneça. Obrigado Deus pelo dia de hoje! Meu amigo Escoteiro eu sei que nem todos os anjos têm asas, às vezes eles têm apenas o dom de te fazer sorrir e você conseguiu apagar minha tristeza!


Nota - Um conto dos meus preferidos. Já recebi cartas assim. Encheram meu coração de saudades e meus olhos de lágrimas. Fique a vontade se quiser me dar à honra de ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário